A Coca-Cola criou o Papai Noel? Conheça a história da marca que é a associada ao bom velhinho.

A história do Papai Noel foi inspirada em um bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinho com moedas próximas às chaminés das casas, e a figura do bom velhinho tem essa história como inspiração até hoje. Essa associação de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e em pouco tempo o mundo inteiro já associava também. Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno marrom e era descrito de várias formas: como elfo, espírito, duende, santo…

Mais pra frente, foi criada a história de que o Bom Velhinho também punia as crianças que não se comportavam durante o ano. Ele foi ganhando novas características, e em 1863 o cartunista americano Thomas Nast criou a imagem do Papai Noel quase igual à que conhecemos hoje, e foi Thomas o criador da lenda sobre o Papai Noel morar no Polo Norte. Esse trabalho foi parar na capa da revista Harper’s Weekly.

Os anos foram passando, e claro que vários artistas começaram a recriar e redesenhar outros Papai Noel, cada um com seu estilo, tamanho, características e cores do símbolo natalino. Em 1905, Carl Stetson Crawford ilustrou o volume XXXIII do livro 2 chamado St. Nicholas for Young Folks.

Enfim, chegamos a Coca-Cola. Foi em 1930 que a empresa contratou o ilustrador Haddon Sundblom para criar sua campanha de Natal, já que o mito do Bom Velhinho já estava enraizado na imaginação dos americanos.

Pronto! O Papai Noel agora aparecia em revistas, outdoors, balcões de lojas, encorajando os americanos beber Coca-Cola como a solução para “a sede de todas as estações.” O grande objetivo da empresa era aumentar as vendas do refrigerante no inverno, mas o sucesso da campanha foi tão grande que a Coca-Cola passou a adotar a figura do Papai Noel como um dos símbolos da marca, e o público a adotou como símbolo oficial do Natal até hoje.

Então apesar de muitos realmente acharem que a Coca-Cola criou o Papai Noel, na verdade a marca padronizou sua imagem. Foi com a campanha da Coca-Cola que criaram um padrão universal, inclusive a inclusão do gorro vermelho com pompom branco que foi de crédito para a empresa.